Blog Conecta 97
Blog Conecta 97
Conecta 97



Geral

Empreendedorismo Cervejeiro

Publicado em 01/11/2019 09h35 - Atualizado há 7 meses - de leitura
Jornal Noroeste / Jornal Noroeste

Apesar de ainda não ser possível dizer que o Brasil tem uma escola cervejeira própria, a história está sendo escrita. O surgimento da cerveja no mundo e as grandes escolas cervejeiras, como é o caso da escola Alemã, Belga e Britânica, fazem essas grandes nações influenciarem esta bebida produzida em todo mundo até hoje. Mas, e por essas bandas o que está acontecendo? Cerveja Artesanal, esse foi o assunto do Conecta 97 da última quinta-feira. Paulo Severo e Facundo Nunes bateram um papo com os cervejeiros Douglas Marques e Tiago Oliveira, e o debate completo está disponível em www.radioguairafm.com.br.

A produção de cerveja artesanal no Brasil começou discreta. Em 1830 os imigrantes começaram a produzir cerveja artesanal, mas apenas para o consumo da família. Considerada na época uma atividade culinária, a produção da cerveja era de responsabilidade das mulheres. Somente a partir de 1835, com mão de obra escrava e de empregados é que as famílias passaram a produzir a bebida para vender no comércio local. 

A cerveja artesanal no Brasil ganhou mais força no final do século XIX, quando o aumento dos impostos inviabilizou a importação da bebida. A partir de então, a bebida já muito consumida, passou a ser produzida em proporções um pouco maiores, empregando funcionários e crescendo
cada vez mais.

Em 1936 foi publicado o primeiro anúncio publicitário de cerveja. A partir de então o desenvolvimento da cerveja foi elevado a um nível mais comercial e a cerveja artesanal no Brasil, acabou perdendo forças.

A competitividade de mercado e busca do consumidor pelo melhor preço, forçou a produção de cervejas com menor custo. Isso fez com que as grandes indústrias cervejeiras adotassem ingredientes de custo baixo, influenciando fortemente no gosto da bebida.

Impulsionada pelo renascimento da cerveja em todo o mundo, a cultura cervejeira no Brasil, passa por uma transformação, a partir de 1980. Diversas microcervejarias surgem no país, choperias renovam o ambiente dos botecos, opções de estilos se ampliam e a presença da mulher em meio as rodas cervejeiras começa a ser visível.

A ascensão da cerveja artesanal no Brasil foi retomada por volta de 1995, com o surgimento da primeira microcervejaria nacional, a gaúcha Dado Bier, em um momento em que o Brasil vivia um cenário cervejeiro completamente diferente de hoje.

O que se vê atualmente é a busca pelo resgate da cerveja artesanal no Brasil e um mercado em constate evolução. O novo jeito brasileiro de fazer cerveja vem ganhando cada vez mais espaço e apreciadores. São novas cervejarias surgindo a cada dia, com seus mais variados estilos e os mais variados ingredientes adicionados, aperfeiçoando
cada vez mais o líquido por uns considerado sagrado.

Sempre lembrando, beba com moderação!

Últimas do Blog

VER MAIS NOTÍCIAS


Mais lidas do Blog


Top Vídeos

:: assista aos destaques

Atividades das Escolas Estaduais em tempos de Covid-19

Beatriz Cancian Milbradt - Coordenadora da 17ª CRE, fala sobre a reestruturação e maneira de trabalho das escolas estaduais, diante da pandemia do novo coronavírus.

há 3 horas


Mulheres Inspiradoras

há 3 horas


Três meses da unidade coronavírus no Hospital Dom Bosco

ontem