Blog Bem Te Vi
Blog Bem Te Vi
Bem Te Vi



Blog

Definições e indefinições na política

Publicado em 27/06/2020 10h50 - Atualizado há 3 meses - de leitura

# Duas situações podem desencadear uma definição de boa parte do quadro majoritário de Santa Rosa nas próximas horas.

# A primeira, pela ordem cronológica, é a chegada de Osmar Terra à cidade nesta sexta-feira. É de ser conferido que poder de articulação tem o deputado federal nessas alturas dos acontecimentos.

# Sem Terra, o MDB só se meteu em confusão. Alimentou sete pré-candidaturas a vice-prefeito, criou uma comissão que não funcionou e invade o segundo semestre do ano sem nenhuma definição.

# Nunca acreditei na coligação do MDB com o PP. Quem guarda exemplares do Noroeste pode constatar. E o comportamento da sigla alimenta tal tendência.

# A indefinição do MDB já provocou uma forte reação do Cidadania, que exige uma solução pra já.

# Outra situação virá na segunda-feira, na sessão ordinária da Câmara de Vereadores. Se Rodrigo Bürkle renunciar a vice-presidência da Mesa Diretora, será precipitadamente detectado o grau de comprometimento entre os partidos.

# Se Rodrigo renunciar, os vereadores terão que ir para o voto para definir o novo presidente da Câmara para o segundo semestre.

# O que evoluiu de dezembro do ano passado pra cá? Naquele último mês do ano passado, Cláudio Schmidt foi eleito presidente com o voto dele, Aldemir Ulrich (MDB), dois votos do Cidadania e cinco votos do PP.

# Quais são as dúvidas que pairam hoje sobre a dita aliança que exterminou o Grupo dos 8? Pra começar, qual é a situação do MDB? Qual seu grau de divisão seis meses depois?

# Há fortes indícios de que o Cidadania não está satisfeito com o quadro majoritário atual construído por PP e MDB. Uma eventual eleição poderia ‘emocionar’, por exemplo, Aldair Melchior. Aldair saiu mordido do PP (e continua).

# Falando em Rodrigo Bürkle, ele levou pra Câmara um debate de campanha. Quer que a Câmara esclareça aquele contrato que Orlando Desconsi e seu governo firmaram com a Bernardo Vidal, empresa de advogados de Pernambuco.

# Orlando responde até hoje por apontamento feito pelo Tribunal de Contas do Estado. Aliás, é uma dívida ‘bagual’ que vem sendo cobrada. E tirando o sono de Orlando.

# É natural que o debate político majoritário vá parar na Câmara. A questão é se o momento é oportuno.

# Miro conversou com Colla nesta semana. Não sei quem chamou quem, mas a conversa ocorreu onde Rodrigo Colla trabalha.

# PL teria se decidido sobre quem apoiará para prefeito. Também pudera, com tantas reuniões com os prefeituráveis.

# Há uma corrente no Congresso Nacional que defende, pra citar como exemplo, que Alcides Vicini continue sendo prefeito de Santa Rosa até 2022. E que em 2022 o Brasil eleja todos os cargos eletivos, de cabo a rabo.

# E as pesquisas de opinião continuam rolando em Santa Rosa. Duvido, mas duvido mesmo, que sejam fieis quando chegam até outros ‘interessados’.

# Mais uma semana xoxa na política majoritária de Santa Rosa.

# Aqui está pior do que em Tuparendi, onde o PP ainda não encontrou ninguém para enfrentar Leonel Petry em outubro (novembro, dezembro... só o Congresso sabe).

# Algo me diz que a política-partidária de Santa Rosa terá um novo desenho a partir da semana que vem.

# Alô Osmar Terra. Boa sorte ao descascar o abacaxi!

Últimas do Blog

VER MAIS NOTÍCIAS



Top Vídeos

:: assista aos destaques

Unidade Covid-19 de Santa Rosa completa seis meses de funcionamento

Há seis meses, a equipe multiprofissional do Hospital Vida & Saúde trabalha diariamente na Unidade Especializada em Problemas Respiratórios e COVID-19, localizada no prédio do Hospital Dom Bosco. São médicos, enfermeiros, nutricionistas, técnicos em enfermagem, fisioterapeutas e psicólogos, que não medem esforços para salvar vidas e garantir um atendimento humanizado aos pacientes.

há 9 horas


Balanço da primeira semana da retomada das aulas presenciais

há 2 dias


Seis meses após o 1º caso de Covid-19 em Santa Rosa

há 2 dias