Geral

Nuvem de gafanhotos não registra movimentação na Argentina

Órgãos brasileiros seguem monitorando fenômeno que está próximo à fronteira.

Publicado em 30/06/2020 08h14 - Atualizado há 3 meses - de leitura
Gafanhotos não estão se movimentando, devido ao clima. / Foto: Reprodução

A nuvem de gafanhotos que se encontra aproxima a fronteira da Argentina com o Rio Grande do Sul, está estacionada. O mau tempo não está favorecendo a movimentação dos insetos. Autoridades argentinas repassaram informações à Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural do RS (Seapdr), afirmando que, devido à chuva e ao frio na província de Corrientes, a nuvem de gafanhotos não se deslocou mais.

Mesmo que a previsão do tempo não favoreça os insetos, pois eles gostam de climas quentes e secos, a secretaria mantém monitoramento do fenômeno na fronteira.

‘’Precisamos de atenção. Nesta terça-feira (30) temos mudança de vento’’ alerta Juliano Ritter, fiscal estadual agropecuário.

Ao longo do final de semana, o Serviço Nacional de Sanidade e Qualidade Agroalimentar da Argentina (Senasa) realizou um ataque com uso de agrotóxicos na área onde os insetos estavam. Por via aérea e terrestre, as ações conseguiram reduzir cerca de 20% da nuvem.

NOTÍCIAS RELACIONADAS:

MAPA declara emergência fitossanitária no RS e SC devido a nuvem de gafanhotos



Últimas notícias

VER MAIS NOTÍCIAS



Top Vídeos

:: assista aos destaques

Unidade Covid-19 de Santa Rosa completa seis meses de funcionamento

Há seis meses, a equipe multiprofissional do Hospital Vida & Saúde trabalha diariamente na Unidade Especializada em Problemas Respiratórios e COVID-19, localizada no prédio do Hospital Dom Bosco. São médicos, enfermeiros, nutricionistas, técnicos em enfermagem, fisioterapeutas e psicólogos, que não medem esforços para salvar vidas e garantir um atendimento humanizado aos pacientes.

há 9 horas


Balanço da primeira semana da retomada das aulas presenciais

há 2 dias


Seis meses após o 1º caso de Covid-19 em Santa Rosa

há 2 dias