Economia

Desempenho da indústria alcança a sexta alta consecutiva no RS

IDI-RS, divulgado pela FIERGS, cresceu 0,8% em novembro de 2021

Publicado em 14/01/2022 14h30 - Atualizado há uma semana - de leitura
Por setor, as maiores contribuições para o desempenho global vieram de Máquinas e equipamentos, que cresceu 34% / Foto: Divulgação

O Índice de Desempenho Industrial (IDI-RS), indicador de nível de atividade do setor no RS, divulgado na quinta-feira (13) pela Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS), cresceu 0,8% em novembro, relativamente a outubro de 2021. Foi a sexta alta consecutiva, acumulando 5,6% de aumento, o maior patamar desde novembro de 2014, e 9,4% acima de fevereiro de 2020, antes da pandemia.

“Os indicadores mostram a continuidade da trajetória positiva da atividade que se seguiu à segunda onda da Covid-19. Os problemas de preços e escassez de insumos e matérias-primas limitaram, mas não impediram os avanços e o elevado nível da atividade industrial, que se deram por conta do bom momento do agronegócio, do retorno das atividades econômicas e das exportações”, diz o presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry.

Todos os componentes do IDI-RS cresceram em relação a outubro, com exceção da utilização da capacidade instalada (UCI), que ficou estável em 83,2% no mês de novembro. Os destaques foram as compras industriais, mais 3,7%; o faturamento real, 2,6%, e as horas trabalhadas na produção, 2%. Os indicadores do mercado de trabalho industrial também cresceram no RS: o emprego teve sua 18ª alta seguida, 0,2%, e a massa salarial real, 1,9%.

O nível da atividade industrial também registrou elevação nas comparações anuais. Em novembro, de 7,1%, e, no acumulado de janeiro a novembro, de 13,7%, ambas em relação aos períodos equivalentes de 2020. O bom desempenho é consequência do resultado dos componentes do IDI-RS nos 11 primeiros meses de 2021.

Por setor, as maiores contribuições para o desempenho global vieram de Máquinas e equipamentos, que cresceu 34%, Químicos e derivados de petróleo, 11,5%, Veículos automotores, 17,1%, e Produtos de metal, 20,2%.



Últimas notícias

VER MAIS NOTÍCIAS



Top Vídeos

:: assista aos destaques

Você sabe o que é Ghosting

A psicóloga Ana Paula Paz fala sobre Ghosting. Entenda o que é!

há 17 horas


Os incêndios em matas e lavouras

há 17 horas


Emater estima quebra de 60% na soja

há 17 horas

Utilizamos cookies e outras tecnologias para melhorar sua experiência no website. Ao continuar navegando, você concorda com nossa Política de Privacidade e com nossos Termos de Uso.
CONCORDO