Comportamento

Site alerta usuários do TikTok

O site Anonymous afirma que a rede social espiona quem utiliza este aplicativo. Tik Tok contesta.

Publicado em 22/07/2020 09h39 - Atualizado há 2 semanas - de leitura
Rede social Tik Tok é a polêmica da vez do mundo virtual. / Imagem: Pixabay

A rede social “queridinha” da quarentena, TikTok, está envolvida em uma polêmica sobre roubo de dados. Tanto que foi proibido na Índia e está sendo ameaçado pelos EUA de ser banido de sua rede.

O TikTok gerou uma receita de US$ 17 bilhões em 2019 e agora enfrenta a oposição do grupo Anonymous – que publicou, em suas redes sociais, a seguinte mensagem: "Deletem o TikTok agora." O site coloca: "Se você conhece alguém que o utilize, explique que ele é, essencialmente, um malware operado pelo governo chinês – responsável por uma operação de espionagem massiva."

Complementando a postagem, foram incluídas as informações às quais o app, supostamente, tem acesso a partir da análise de seu código realizada por um usuário do fórum Reddit, como hardware do equipamento, informações sobro o CPU, dimensão e resolução de tela, uso de memória e espaço de disco, além de outros dados. Também ele fica sabendo de todos os aplicativos instalados no dispositivo, os dados da rede, incluindo nome de acesso do WiFi e IP do roteador e até sua localização em tempo real por meio do GPS, com atualização a cada 30 segundos.

Perigo à vista?

Aparentemente, ainda de acordo com o denunciante, o aplicativo dificulta a análise do código com algoritmos que alteram sua construção a cada atualização "para que ninguém saiba quais informações está obtendo" – possibilitando, ainda, a instalação de um proxy que auxilia na transcodificação de mídias, que pode ser explorada por não possuir autenticação.

"Existem partes de código que fazem com que o Android permita o download de um arquivo ZIP, a extração dos dados dele e a sua execução. A parte mais assustadora é que tudo é remotamente configurável, a menos que cada detalhe do código seja ajustado pelo usuário, manualmente, de forma isolada. Existem diversas proteções para evitar que você reverta o processo", afirma.

Respondendo às acusações de associação com o governo chinês, o TikTok declarou possuir centenas de funcionários nos EUA, ter fechado parceria com empresas de segurança de nível mundial para corrigir problemas relacionados à privacidade de usuários e levar os ataques realizados a sério.

Fonte: Tecmundo.com.br



Últimas notícias

VER MAIS NOTÍCIAS



Top Vídeos

:: assista aos destaques

Obras no Sepé devem iniciar dia 10 de agosto

Entrevista com o Patrão Fábio Back do CTG Sepé Tiaraju, o qual foi autorizado pelo Estado a captar R$ 964 mil, para readequar sua sede na Avenida América, em Santa Rosa/RS.

há 2 dias


Lisandra Steffen deixa a assessoria de comunicação do Hospital Vida & Saúde

há 2 dias


Uso da cloroquina para tratar a Covid-19

há 5 dias