Comportamento

O Banco de Leite e suas belas histórias

Leila teve seu bebê com 30 semanas e necessitou utilizar o leite doado por outras mães.

Publicado em 30/08/2020 05h00 - Atualizado há 4 semanas - de leitura
A pequena Raíssa e sua mãe, Leila. Mesmo longe, doações de leite continuam. / Foto: Divulgação

“Só quem passou por uma UTI Neonatal e teve a falta deste leite sabe o que isso significa” conta Leila Soares, mãe da Raíssa, que nasceu prematura com 30 de semanas. A pequena ficou internada durante 39 dias na UTI Neonatal do Hospital Vida & Saúde (HVS), de Santa Rosa/RS, para ganhar peso.

A mãe lembra que não tinha leite suficiente para amamentar a filha. “Foi aí que o leite materno das doadoras do Banco de Leite tornou-se um diferencial”, destaca.

Atualmente com nove meses e plenamente saudável, Raíssa não precisa mais contar com as doações. Leila diz que depois que voltou para casa com a filha, passou a produzir mais leite e então viu a possibilidade de ajudar a alimentar outros bebês que também nasceram prematuros como a sua pequena.

Residindo em Porto Lucena, distante 60 km de Santa Rosa, sempre encontra uma maneira de levar sua doação até o Banco de Leite do HVS.

“A cada ordenha eu penso nos bebês da UTI do Hospital. E os horários que a minha filha não mama mais eu disponibilizo todo o leite, coloco em um vidro e trago para o Banco com todo amor e carinho. Me sinto muito bem fazendo isso”, observa Leila.

O Banco de Leite do Hospital Vida & Saúde funciona diariamente das 8h às 12h e das 13h30min às 19h. Mais informações pelo telefone (55) 3512-5050 – Ramal: 205.



Últimas notícias

VER MAIS NOTÍCIAS



Top Vídeos

:: assista aos destaques

Tratamento que a população recebe da Previdência Social

O fato da semana é o descaso de alguns profissionais da Previdência Social em relação a população - Por Zelindo Cancian.

há 2 dias


O tema desta semana é o Ciúme

há 2 dias


Situação das pontes e estradas de Santa Rosa

há 3 dias