Blog Voice, por Eunice Arsand
Blog Voice, por Eunice Arsand
Voice, por Eunice Arsand



Blog

Alfabeto Psicóloga Mara Nowaczyk

Publicado em 04/06/2021 10h43 - Atualizado há 2 meses - de leitura

Determinada e super antenada aos estudos e conhecimento do ser humano a Psicóloga Mara Nowaczyk é casada com Jonas G. Knebel.

Psicóloga por formação e Especialista em Psicologia Clínica, com Formação em Psicoterapia Psicanalítica. 
Realizada com a profissão, Mara tem onze anos de trajetória profissional desde a graduação, trabalhando como psicóloga. Adquiriu uma vasta experiência no âmbito da saúde mental, atuando na esfera pública e no consultório.  Atualmente, tem se dedicado com maior afinco no tratamento e estudo de pacientes adolescentes e adultos com a presença de sintomas ansiosos ou depressivos. Além disso, atua com processos de orientação profissional, onde busca-se, através de vários métodos e técnicas, esclarecer da maneira mais assertiva possível, qual atividade profissional melhor se adequa ao sujeito.
Mara trabalha na Clínica - consultório particular na Policlínica Tuparendi, e Prefeitura de Santo Ângelo, servidora pública.

Acompanhe a entrevista e o Alfabeto VOICE - Jornal Noroeste com a Psicóloga Mara.

Como foi escolher a profissão de psicóloga? O que levaste a amar o que faz e ajudar as pessoas?

Escolhi a profissão a partir do momento de tomei conhecimento acerca de algumas temáticas que a psicologia trabalhava. Isso se deu enquanto estava cursando o 2º Grau, e tive a primeira experiência com esse campo de estudo na sala de aula, através da disciplina de Psicologia. A partir desse momento, comecei a tomar gosto pelo assunto.

Além disso, sempre gostei de ajudar as pessoas através da escuta, da observação e da análise. Acredito também que se trata de um dom, de uma missão que tenho a cumprir. Penso que tal escolha tem muito a ver com minha experiência de vida pessoal. O que já vivi, já sofri e aprendi durante o ciclo da vida.

Qual a importância do autoconhecimento ao transformar aquilo que incomoda em evolução para uma vida mais prazerosa e com maior sentido?

Posso dizer que, quanto mais eu me conheço melhores condições eu tenho para lidar com aquilo que me habita, seja ruim ou seja bom. Quanto mais eu me conheço, mais eu sei de mim, da minha história, das minhas feridas, das minhas dores, e inclusive das minhas alegrias. O processo de autoconhecimento que a terapia possibilita ao longo do seu percurso, oportuniza ao sujeito se libertar daquilo que o aprisiona, e que muitas vezes ele nem sequer se dá conta do qüao envolto está. Assim sendo, na medida que tomo conhecimento das experiências que passei, do modo com que me constitui no seio familiar, e o que me tornei com aquilo que fizeram de mim, consigo enxergar de forma muito mais real, o que eu sou e desejo de verdade, construindo para mim um caminho muito mais iluminado, e que vai de encontro com as minhas reais necessidades. Isso é evoluir, é construir esperança na vida das pessoas. É viver de forma muito mais leve e prazerosa.


Os sentimentos que praticamente uma boa gama da população passou a experimentar em seu dia-dia desde o surgimento da pandemia são muitos. Mas em geral, se caracterizam por uma grande quebra de “estabilidade”, frente às circunstâncias da vida. Atualmente, não é mais possível mantermos certezas a longo prazo. O vírus é uma ameaça constante à vida, ao manter-se vivo. E toda situação de incerteza gera muita instabilidade nas pessoas. Frente a uma suposta ameaça reagimos com temor, com cuidado, ficando em permanente estado de alerta.  

Nossos comportamentos e sentimentos são regidos pelo inconsciente! Sonhos, desejos, pensamentos e lembranças nos deixam como reféns?

Depende do modo como cada um reage a isso. Pode ser que sim, como pode também ser que não. É muito relativo.O que é ser refém para você? Muitas vezes o inconsciente realmente rege várias das nossas ações, pensamentos e atitudes e se isso for prejudicial, irá refletir negativamente em vários aspectos da nossa vida. Por isso, dizemos que quanto mais tu te conhece, mais tu dominas tua própria mente, uma vez que, conhecendo nossa história e o nosso ‘eu interno”, possuímos  melhores condições de nos posicionar frente às circunstâncias da vida.


Todas as pessoas tem potencial individual para escolhas que irão definir seu futuro e seu destino, para escolher os caminhos que irão trilhar?

Depende. Na minha percepção a maioria delas sim. Penso que umas das poucas exceções para isso seriam os casos de transtorno mental grave, como, por exemplo, a psicose, onde há perda de contato com a realidade, presença de alucinações ou delírios, sendo o sujeito acometido por uma estrutura psíquica muito frágil, dificilmente tratável e remediável. Fora isso, acredito que todos nós, abarcados pela estrutura neurótica, podemos a partir de um determinado momento da vida, geralmente a partir da adolescência e inserção na vida adulta, realizar nossas próprias escolhas em relação ao momento que estamos vivendo, ou àquele que desejamos viver. Não digo com isso, que realizar escolhas e se responsabilizar por elas é algo fácil. No entanto, faz-se necessário para alcançar minimamente certo grau de independência e liberdade de ser, existir e viver no mundo. Lembro daquele ditado muito usado no campo da psicologia: “o que você faz com aquilo de que você se queixa?” Se pelo menos metade da população que diariamente se queixa de tudo e de todos se fizesse essa pergunta, com certeza, viveríamos bem melhor e mais felizes. 

Como é dizer para um paciente: “Escolha o que lhe faz bem”?
Para escolher o que lhe faz bem, você precisa se conhecer bem. Começa por aí.

Um hábito que não abre mão?
Tomar café da manhã com calma, todos os dias, antes de sair de casa.

Quem é a Mara do dia a dia, família, trabalho...
Sou uma pessoa bem centrada, seletiva, não gosto de muito barulho, gosto de calmaria. Gosto das coisas organizadas, de cumprir os prazos, e sou exigente em muitas coisas que considero relevantes. Não suporto permanecer muito tempo em espaços com bagunça ou com muita sujeira. Ao mesmo tempo, sou uma pessoa divertida; bem humorada com aqueles que tenho intimidade. Gosto de viver cada dia, pois do amanhã nada sabemos, apenas projetamos, mas não sabemos. Carrego sempre comigo, algo que aprendi desde pequena, que nunca sabemos tudo, e que se tem algo que nunca, ninguém, irá tirar da nossa vida, é o conhecimento que temos e adquirimos ao longo da vida. Aprender, crescer, é algo que me fascina, e que nunca terá fim enquanto eu estiver viva, porque é algo que valorizo muito. 

Eu adoro e curto?
Eu amo natureza, espaços verdes. Amo atender meus pacientes. Amo estudar, aprender. Amo meus pets, meus animais de estimação. E amo estar na companhia das pessoas que me fazem e me querem bem.

Conheça um pouco mais de Mara, através do seu dicionário.

A de alegria de viver… precisamos tê-la em nosso dia-dia.

B de beleza, você a vê no outro conforme a enxerga em si mesmo.

C de cuidado, consigo próprio e com o outro.

D de Deus, para toda vida, sempre comigo.

E de empenho, para ir longe precisa tê-lo.

F de flores, tão lindas e inspiradoras, ficam bem em qualquer lugar. 

G de gentileza, uma palavra que uso muito.

H de honestidade, um valor humano essencial.

I de infância, a base de tudo, onde tudo começa.

J de jardim, adoro cuidá-lo.

K de keep calm, “mantenha a calma”, use-a todos os dias.

L de lembranças boas, prefira preservar as boas, tens a escolha.

M de maturidade, faz toda diferença quando a temos.

N de nobreza, vem da alma.

O de oportunidade, quem a faz somos nós.

P de paz, nada custa tão caro quanto ela.

Q de queijo, adoro.

R de reciprocidade, acho que nada que não é recíproco vale a pena.

S de saudade, sempre sentiremos de algo ou alguém que já se foi. Porém, o bom é que só a sentimos porque onde teve amor.

T de Trabalho, essencial a manutenção da vida e condição humana.

U de único, cada ser humano é único e singular em seu modo de ser e agir, e é isso que o diferencia, o faz ter um brilho próprio. 

V de vida, de vitória, estar vivo nesses tempos difíceis que estamos vivendo, por si só já é uma vitória.

W de web, sabendo usar e dosar é algo fantástico. Revolucionou o mundo, diminuiu distâncias e ampliou o acesso ao maior número de pessoas possível. 

X de xícara de café, de chá, sempre ajuda a aquecer, acolher e aproximar.

Y de …..nao sei..nem tudo precisamos saber nessa vida, hehe.. Na psicanálise chamamos isso de castração.

Z de zelo, zelar é cuidar com carinho daquilo que amamos, a começar por nós mesmos, antes de tudo.

Últimas do Blog

VER MAIS NOTÍCIAS



Top Vídeos

:: assista aos destaques

Estúdio Móvel - Situação atual da ONG - Anjos de quatro patas

Repórter Marcio fala da ONG - Anjos de quatro patas de Tuparendi

há 24 horas


Onyx Lorenzoni será empossado Ministro do Emprego e da Previdência Social

ontem


Liga Feminina de Combate ao Câncer – Completa 44 anos

ontem