Bela Vista ainda espera pela nova ponte

Sem recursos próprios para construir uma ponte de concreto, que seria a solução definitiva para o problema, o Governo Municipal elaborou um projeto técnico e enviou a Brasília. Está aguardando a liberação dos recursos encaminhados.

Passados mais de quatro anos, tentam encontrar uma solução definitiva.
Passados mais de quatro anos, tentam encontrar uma solução definitiva.

Uma data precisa ser esquecida para quem mora no Residencial Bela Vista: 30 de setembro de 2014. Naquele dia, fortes chuvas e uma enxurrada destruíram a ponte que liga a vila ao centro da cidade, passando pelo Residencial Ouro Verde. O trânsito para veículos e pedestres foi interrompido.

De lá para cá, passados mais de quatro anos, o que corresponde à segunda metade do quarto mandado e a primeira metade do quinto mandato do prefeito Alcides Vicini, moradores e o Governo Municipal tentam encontrar uma solução definitiva. O projeto de uma ponte improvisada foi executado pelo setor de Infraestrutura Urbana da prefeitura, com retoques ao longo dos últimos anos. Atualmente, segundo avaliação da líder comunitária Arlise Calai, “a ponte está curvada, pois baixou desde que foi feita”. Ela chega a brincar com a situação, lembrando que o local, de tanto ser abordado na imprensa local, “se transformou em ponto turístico para moradores de outros pontos da cidade”.

Sem recursos próprios para construir uma ponte de concreto, que seria a solução definitiva para o problema, o Governo Municipal elaborou um projeto técnico e enviou a Brasília. Está aguardando a liberação dos recursos encaminhados.

“A ponte do Bela Vista passou de novela à condição de longa metragem e sem prazo para terminar”, critica Calai.