Reunião discutiu a comercialização de maionese em bares

As doenças por intoxicação alimentar reduziram significativamente após a entrada em vigor da lei e da fiscalização.

A matéria é regida pela estadual Lei nº 13.760, que entrou em vigor no mês de janeiro de 2012
A matéria é regida pela estadual Lei nº 13.760, que entrou em vigor no mês de janeiro de 2012

Na segunda-feira,18 estiveram reunidos em uma reunião de trabalho o presidente da FUMSSAR, Anderson Mantei, O presidente da Câmara, o vereador Migue Knorst, acompanhado
do assessor da Mesa Diretora, Ângelo Zeni para tratarem assuntos diversos e trataram também o tema da fabricação de maionese por bares e lancherias.

A matéria é regida pela Lei Estadual nº 13.760, que entrou em vigor no mês de janeiro de 2012, “Dispõe sobre a obrigatoriedade dos bares, restaurantes, lancherias, quiosques e estabelecimentos similares, no âmbito do Estado do Rio Grande do Sul, a oferecerem embalagens descartáveis de condimentos alimentícios, e outras providências”.

Segundo o fiscal sanitário da FUMSSAR, Ricardo Ledur, as doenças por intoxicação alimentar reduziram significativamente após a entrada em vigor da lei e da fiscalização.

No mesmo sentido Anderson Mantei, presidente da Instituição ressalta os benefícios em favor da população, protegida pelo trabalho da Vigilância Sanitária. Anderson destacou ainda que a lei é para todos e o trabalho de fiscalização será intensificado. 

O vereador Migue Knorst frisou que o assunto merece muita atenção por parte de todos os entes públicos envolvidos e o Legislativo estará sempre apoiando temas de interesse e proteção da saúde da população.