Hospital já realizou 15 doações de órgãos em 11 anos

A intenção para 2019 é ampliar ainda mais essas atividades para conscientizar a população sobre a importância de ser doador.

Com conhecimento e experiência, a equipe que é formada por profissionais médicos, enfermeiros, psicólogo e assistente social foi se consolidando.
Com conhecimento e experiência, a equipe que é formada por profissionais médicos, enfermeiros, psicólogo e assistente social foi se consolidando.

Atuante desde o ano de 2007, a Comissão Intra Hospitalar de Doação e Captação de Órgãos e Tecidos para Transplante – CIHDOTT, do Hospital Vida & Saúde, realizou 15 captações de órgãos. Com conhecimento e experiência, a equipe que é formada por profissionais médicos, enfermeiros, psicólogo e assistente social foi se consolidando.

Os profissionais que atuam na CIHDOTT são capacitados através de cursos realizados pela Central de Transplantes do Estado do RS. Até hoje, 39 protocolos para diagnóstico de morte encefálica foram abertos. Das 15 captações, nove foram por traumatismo craniano devido acidente automobilístico e seis, devido a acidente vascular cerebral. Segundo a coordenadora enfermeira Carla Kunkel, “Estamos sempre nos aperfeiçoando para seguir realizando esse sério trabalho frente a CIHDOTT. Contamos com profissionais qualificados para seguir toda a padronização dos protocolos definidos nacionalmente para a captação”.

No último ano, nenhuma captação foi realizada e de acordo com a médica integrante da equipe, Caren Gross. “Atribui-se ao fato de ter diminuído significativamente a internação de pacientes acidentados graves, o que deve ser considerado como positivo, em razão da conscientização da população em relação as leis de trânsito vigentes”. O tenente Mauro Primaz, da Brigada Militar confirmou que os números de acidentes realmente têm reduzido. Foram 166 acidentes a menos do que em 2017. Ele destaca que a crescente queda vem sendo mantida pelo menos nos últimos cinco anos. Em 2018, foram 526 acidentes, sendo que em 2014 foram 1.141.

Os profissionais que atuam na equipe da CIHDOTT também realizam palestras em escolas e participam de ações sociais na comunidade. A intenção para 2019 é ampliar ainda mais essas atividades para conscientizar a população sobre a importância de ser doador.