Das duas vagas deixadas por cubanos, apenas uma foi preenchida

Fundação comunicou o Ministério da Saúde sobre a falta.

Um novo edital foi lançado, uma médica se candidatou, mas não se apresentou para assumir a vaga.
Um novo edital foi lançado, uma médica se candidatou, mas não se apresentou para assumir a vaga.

Segundo o presidente interino da Fundação Municipal da Saúde, Rogério Silva Santos das duas vagas deixadas com a saída dos médicos cubanos de Santa Rosa, apenas uma foi preenchida. Conforme ele, dos dois profissionais inscritos, apenas um apresentou a documentação e já está atendendo no posto de Saúde da Vila Cruzeiro do Sul.

Um novo edital foi lançado, uma médica se candidatou, mas não se apresentou para assumir a vaga. “Já informamos ao ministério da Saúde. Estamos aguardando o próximo edital ser publicado para preenchimento da demanda”, disse Rogério.