Trinta anos depois, Sol a Sol volta a ser realizado em Giruá

Entre os objetivos do evento estão a integração das famílias rurais e das entidades parceiras que atuam para o desenvolvimento rural sustentável.

Trinta anos depois, Sol a Sol volta a ser realizado em Giruá

As comunidades rurais de Giruá voltaram a confraternizar, 30 anos depois da última edição, na fase municipal dos Jogos Rurais Sol a Sol. A retomada dos Jogos ocorreu neste domingo, 25, acompanhada por um público de mais de 700 pessoas, que prestigiou as diversas modalidades individuais e coletivas.

O evento foi promovido pela Emater/RS-Ascar, Prefeitura de Giruá e pela comunidade anfitriã, Boca da Picada. Entre as modalidades disputadas por 287 atletas, sendo homens e mulheres de diferentes faixas etárias, estiveram futebol cinco, voleibol, milho no buraco, batida de prego, corrida de saco, cabo de guerra, chute de pênalti, bocha, corte de lenha, debulha de milho, salto em distância, tiro de laço na vaca parada, entre outros.

Também houve escolha da Garota, do Garoto, do Homem e Mulher Sol a Sol. A faixa de Garota Sol a Sol foi para Karine Mendonça de Oliveira, da comunidade de Mato Grande. Já o título de Mulher Terceira Idade ficou com Valmi Scherer Weber, de Boca da Picada, e de Homem Terceira Idade, com Amarino de Almeida Marque, da localidade de Santa Lúcia.

Entre os objetivos do evento estão a integração das famílias rurais e das entidades parceiras que atuam para o desenvolvimento rural sustentável; promoção de melhorias na área de lazer e de organização rural; levantamento de recursos para as comunidades usarem em infraestrutura comunitária; envolvimento das famílias rurais com esporte, lazer e recreação em uma mesma oportunidade; resgate cultural e promoção da integração entre várias gerações com inclusão social.