'Cidades fronteiriças' traz TV japonesa a Porto Mauá

Tema sobre municípios nas fronteiras entre países colocou Porto Mauá no roteiro de reportagem.

Equipe da TV Japonesa esteve em Porto Mauá produzindo conteúdo sobre as comunidades fronteiriças.
Equipe da TV Japonesa esteve em Porto Mauá produzindo conteúdo sobre as comunidades fronteiriças.

A ideia da TV Nippon BS, canal 11 de Tóquio no Japão, é contar como vivem as pessoas que moram em cidade fronteiriças, ou próxima a elas, além de suas peculiaridades. Assim, o assunto trouxe até Porto Mauá o diretor Yuta Kanazawa, a assistente de direção Yosuke Arai, o cinegrafista Takashi Kojima e a repórter Yui Egashira. Jorge Aoyama, intérprete brasileiro que reside em Foz do Iguaçu, acompanhou a equipe para dar suporte à iniciativa.

No roteiro das filmagens está a cidade argentina de Oberá. No Brasil, Cândido Godói - a terra dos gêmeos, Dionísio Cerqueira em Santa Catarina e por fim Foz do Iguaçu, destacando a tríplice fronteira e a natureza dos dois parques nacionais.

Há dois anos esta mesma TV planejava deslocar-se do Japão para Porto Mauá, para mostrar como é a vida da ave “Urutau”, desde seu nascimento até o primeiro voo, e que é encontrada nas florestas que margeiam o rio Uruguai. Mas chegando a São Paulo o grupo descobriu um ninho desta ave por lá, suspendendo a vinda ao Rio Grande do Sul.

Agora, segundo a produtora paulista Clarice Mariko Kimoto, o tema das pessoas da fronteira recolocou Porto Mauá neste cenário. Logo ao chegar, e após todos os trâmites legais realizados na última terça-feira, 17, eles fizeram imagens da Aduana e da área ao lado do rio, que serão utilizadas na nova reportagem.