Eduardo Leite participou da inauguração da ETA

Em visita a Santa Rosa, governador também reconheceu problemas das rodovias.

Foto: Silvio Brasil/ especial Rádio Noroeste.
Foto: Silvio Brasil/ especial Rádio Noroeste.

Cumprindo agenda em Santa Rosa, Eduardo Leite foi recepcionado pelo Prefeito Alcides Vicini e seu vice e por outras autoridades políticas e empresariais. Do aeroporto a comitiva seguiu rumo a Estação de Tratamento de Água pela ERS 307, onde o carro oficial do governador muitas vezes realizou manobras em zigue- zague para desviar dos enormes buracos. 

Em sua fala o secretário do Meio Ambiente e Infraestrutura, Artur Lemos Júnior destacou que é preciso ter atenção ao meio ambiente urbano, e mesmo que a obra da Estação de tratamento tenha sofrido atrasos em sua conclusão, ela será importante para dar segurança a cidade por várias décadas garantindo o fornecimento de água tratada. O secretário concluiu que tem a consciência que sozinho o poder público não tem condições de atender toda a demanda e que por isso, deverá buscar apoio através de Parcerias Público Privadas para aumentar ainda mais a capacidade de atendimento da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan).

O Prefeito Alcides Vicini ao iniciar sua fala fez questão de informar que durante o tempo de deslocamento do aeroporto até a ETA cobrou do governador melhorias na rodovia ERS 307 e uma atenção especial aos problemas na área de saúde se referindo a falta de repasses. Vicini agradeceu a vinda do governador em um momento que marca a celebração de um serviço que estará gerando qualidade no tratamento de água para a população de Santa Rosa. 

Eduardo Leite iniciou sua fala agradecendo a presença das pessoas que estavam mobilizadas para o momento da inauguração da ETA. Para o governador as obras de saneamento como a Estação de Tratamento de Água são muito importantes porque além de melhorar a qualidade de vida da população, o abastecimento de água com qualidade também gera ambiente econômico para atração de investimentos. “Assegurar o abastecimento de água potável é essencial para que uma cidade, uma região sejam enxergadas por investidores como o local bom para se estar, pois se não tiver energia, se não tiver logística, se não tiver abastecimento ´d’água, certamente nós estamos afugentando investimentos privados”. Ele afirmou que as reformas estarão possibilitando que o Rio Grande do Sul seja autossustentável demandando menos impostos e honrando com seus compromissos perante o cidadão.

Já com relação a ERS 307, Eduardo Leite salientou que o Estado não pagava o fornecedor de massa asfáltica desde o mês de setembro do ano passado, e sua gestão buscou regularizar a situação, fato que ocorreu recentemente, há mais ou menos três semanas atrás.