Fundação denuncia possível fraude com passagens

Usuário ou comercializou a passagem a Porto Alegre ou deixou de comparecer ao atendimento agendado, o que gera prejuízo aos cofres públicos.

Fundação denuncia possível fraude com passagens

Um usuário do SUS recebeu da Fundação Municipal de Saúde quatro vale-passagens para Porto Alegre, onde faria tratamento médico acompanhado de um familiar. Junto à Estação Rodoviária local ele trocou os vales por duas passagens para Taquara e apena uma à capital, sob o argumento de que seu médico o atenderia em Taquara. Depois retornou à Estação e devolveu as passagens de ida e volta a Taquara. Ficou com uma para Porto Alegre e viajaria no dia 7 de novembro, mas no dia 8 solicitou à Fundação transporte de sua casa até o Hospital Vida & Saúde. Isso significa que ele não embarcou.

O caso foi registrado na Polícia por Ademir Rosa, diretor de Gestão Estratégica e Participativa. Ou ele comercializou a passagem a Porto Alegre ou deixou de comparecer ao atendimento agendado, o que gera prejuízo aos cofres públicos.

Segundo a Fundação o usuário tem uma longa ficha na instituição. Ainda conforme a denúncia, há suspeitas que em outros casos, o usuários teria utilizado atestados falsos, com datas alteradas para justificar a presenças em outras consultas em Porto Alegre. A ação fraudulenta está sendo investigada.