Condutora que supostamente teria atropelado idosa presta depoimento

O veículo foi localizado e apreendido para perícia.

O delegado não forneceu detalhes sobre o depoimento, mas irá apurar se há outras pessoas envolvidas e se o atropelamento foi culposo (sem intenção de matar) ou doloso (quando há intenção de matar).
O delegado não forneceu detalhes sobre o depoimento, mas irá apurar se há outras pessoas envolvidas e se o atropelamento foi culposo (sem intenção de matar) ou doloso (quando há intenção de matar).

Na manhã desta terça-feira, 12, o delegado Marcelo Mendes Lesch, da 1ª DP, colheu o depoimento da condutora que supostamente teria atropelado duas idosas, sendo que uma foi a óbito.
No domingo, 10, por volta das 21h, Dórothy Alovisi Parlow, de 78 anos (que foi a óbito no hospital) e Marina Alovisi, de 65 anos foram atropeladas na Avenida Tuparendi. Conforme o delegado o veículo é um VW Gol que já foi localizado e apreendido para a realização de perícia. Lesch diz que estão sendo apuradas as circunstâncias do acidente.
O delegado não forneceu detalhes sobre o depoimento, mas ressaltou que irá realizar novas oitivas com a finalidade de apurar se há outras pessoas envolvidas e se o atropelamento foi culposo (sem intenção de matar) ou doloso, quando há a intenção de matar.