Intensificadas ações em bairros contra a dengue

O forte calor aliado a chuva que vez ou outra assola a Região Noroeste é o ambiente propício para a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da Dengue, Zika vírus e Febre Chikungunya.

Santa Rosa registra um índice de infestação de 1.1 % número que ascende um sinal de alerta, uma vez que o aceitável pelo Ministério da Saúde é de 1%.
Santa Rosa registra um índice de infestação de 1.1 % número que ascende um sinal de alerta, uma vez que o aceitável pelo Ministério da Saúde é de 1%.

De acordo com o gerente das vigilâncias de Santa Rosa, Jairo Beal, atualmente a Fundação Municipal de Saúde de Santa Rosa (Fumssar) possui um dos melhores grupos de Agentes de Endemias que enfrenta a alta temperatura, beirando os 40ºC para realizar visitas. “Agentes de saúde estão auxiliando os agentes de endemias em uma ação de mutirão realizando um trabalho intenso nos períodos da manhã e tarde em bairros e vilas da cidade”, afirmou. Beal ressaltou que todas as segundas-feiras são efetuadas ações em duas Unidades Básicas de Saúde. Recentemente as ações foram concentradas no Bairro Planalto.

Com relação a recepção dos agentes pelos proprietários das residências, Jairo Beal acrescentou que infelizmente ainda ocorrem casos inclusive com violência, onde o agente “seja de endemias ou de saúde” não consegue a autorização do proprietário para efetuar a averiguação do local. Ele explicou que as primeiras ações dos profissionais é orientar os moradores e eliminar os focos caso existam retornando após cinco dias. “Se nesse período os problemas persistirem a pessoa estará sujeita as sanções previstas, porém, o objetivo não é punir e sim orientar e eliminar os focos. A conscientização dos moradores é fator fundamental para impedir a proliferação do mosquito”, reiterou. Quando questionado do por que na comunidade de Guia Lopes não há agentes de endemias, uma vez que muitos moradores possuem piscinas e há presença de mosquitos, Beal enfatizou que as comunidades do Distrito de Sete de Setembro e Guia Lopes não estão inseridas no cronograma de visitas dos Agentes de Endemias, porém, caso haja algum caso que preocupe moradores de ambas localidades, os mesmos podem comunicar a Fundação Municipal de Saúde através do número 55-3513-5148.

De acordo com o último Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes Aegypti (LIRAa), realizado no mês de novembro de 2018, Santa Rosa registra um índice de infestação de 1.1 % número que ascende um sinal de alerta, uma vez que o aceitável pelo Ministério da Saúde é de 1%.