Violência nas escolas estaduais diminui 35,9% em 2018

Os casos de bullying também tiveram uma diminuição de 55,5%

Violência nas escolas estaduais diminui 35,9%, e os casos de bullying também tiveram uma queda de 55,5%
Violência nas escolas estaduais diminui 35,9%, e os casos de bullying também tiveram uma queda de 55,5%

O levantamento realizado pela Secretaria Estadual de Educação-Seduc, por meio do Programa Comissões Internas de Prevenção de Acidentes e Violência Escolar (Cipave), demonstra que na comparação do último semestre de 2017 e do segundo de 2018, o número de casos totais de violência nas instituições de ensino diminuiu de 20.698 para 13.276, o que representa uma redução de 35,9%. Além disso, os casos de bullying também diminuíram. No mesmo período, as ocorrências passaram de 2.452 para 1.192, o que significa uma diminuição de 55,5%. A pesquisa foi realizada com 1.003 escolas nos três últimos semestres e está disponível no site da Cipave.

Outros dados bastante positivos, dizem respeito aos casos de agressão verbal e física a professores ou funcionários. No mesmo período, entre um ano e outro, no primeiro item, houve uma baixa de 2.655 para 1.360, o que representa uma queda de 48,8%. No segundo item, a redução foi de 139 para 113. Nesta situação, significa menos 18,7%.

A coordenadora estadual do Programa Cipave, Luciane Manfro, atribui as reduções ao bom trabalho realizado pelas instituições parceiras que, entre os anos de 2017 e 2018, promoveram 37 mil visitas às escolas. Além disso, ela destaca também a iniciativa dos jogos Baneville e “Aventuras da Cipave” que contribuem de forma pedagógica para o combate à violência. “Nós tivemos nos últimos dois anos excelentes contribuições que auxiliaram na redução das ocorrências. O papel das instituições envolvidas é muito importante e os jogos são ferramentas que os professores podem trabalhar em sala de aula”, analisa.