Unijuí apoia Programa que desenvolve metodologias empreendedoras para estudantes do Ensino Médio

O desafio proposto para cada escola envolveu problemas relacionados a temática alimentação. Os estudantes tiveram que buscar a melhor solução e apresentarem a ideia em um pitch para uma banca avaliadora.

Unijuí apoia Programa que desenvolve metodologias empreendedoras para estudantes do Ensino Médio

O sábado teve uma movimentação diferente na Unijuí Campus Santa Rosa, 80 estudantes de seis escolas do Ensino Médio de Santa Rosa realizaram o último encontro do Programa Decola promovido pela Acisap em parceria com a Unijuí.

O evento denominado “Challenge Day” encerrou as atividades do programa que durante oito encontros os estudantes do segundo ano do Ensino Médio aprenderam e trabalharam com metodologias de empreendedorismo. O desafio proposto para cada escola envolveu problemas relacionados a temática alimentação. Os estudantes tiveram que buscar a melhor solução e apresentarem a ideia em um pitch para uma banca avaliadora.

Para os estudantes do IFFAR, Maria Eduarda Tramm e Lucas de Oliveira, o projeto foi desafiador, não imaginavam o quanto poderia impactar em novos conhecimentos. Lucas afirmou que foi um divisor de águas, pois levará para a sua vida os aprendizados de como empreender e as etapas dos processos envolvidos. Também ressaltou que a força de vontade e a persistência em não desistir no meio do caminho, foram fundamentais para o processo de aprendizagem. Maria Eduarda disse que participou do programa porque o objetivo dela era encontrar algumas respostas e poder colocar em prática tudo que aprendeu, que valeu a pena ter persistido e chegar até o final do programa.

Segundo o Pró-Reitor do campus Santa Rosa, Marcos Paulo Scherer, a Unijuí aceitou a proposta da Acisap em ser parceira do Programa Decola porque entende a importância desse projeto inovador, agregando no aprendizado dos estudantes por meio da cultura empreendedora.  “Empreender é muito mais que abrir o próprio negócio. Ser empreendedor é cuidar da própria vida e do próprio futuro, fazendo relações com o mercado de trabalho estabelecendo metas, se preocupando com o que vai ser amanhã ou no próximo ano. Ser empreendedor é pensar a sua vida, planejar e projetar, este programa tem essa finalidade, ele desperta nos estudantes essa capacidade empreendedora para a sua vida, ele vem ao encontro do nosso propósito institucional que é o desenvolvimento regional”, ressaltou.

A equipe vencedora que apresentou a melhor proposta de solução foi o Instituto Sinodal da Paz, onde levantaram o problema da dificuldade do acesso do consumidor em receber o produto saudável, fresco e de boa qualidade em escala municipal.