“Orgulho Nacional” é o projeto de civismo da FENASOJA

O objetivo é promover hábitos de civismo e respeito, além da simbologia da bandeira do Brasil, cultivar o hábito de entoar hinos cívicos, celebrar as datas comemorativas.

“Orgulho Nacional” é o projeto de civismo da FENASOJA

A FENASOJA 2020 lança o projeto “Orgulho Nacional”. O objetivo é promover hábitos de civismo e respeito, além da simbologia da bandeira do Brasil, cultivar o hábito de entoar hinos cívicos, celebrar as datas comemorativas.  É a oportunizar para que os alunos demonstrem suas habilidades artísticas através de pequenas apresentações, promovendo a integração entre escolas. A ideia surge como uma oportunidade para que a comunidade escolar promova e incentive tais atitudes.

Na FENASOJA 2018 a feira adotou execução do Hino Nacional. Durante os 10 dias da feira ocorriam momentos cívicos, com hasteamento e arriamento da bandeira nacional.

Participarão das ações alunos, professores e demais funcionários de todas as escolas municipais, estaduais, particulares, APAE’s e APADA’s da região da 17º Coordenadoria Regional de Educação. Ao todo, 248 escolas em 22 municípios. Para participar as escolas precisam preencher fichas de inscrição, e colocar em seu planejamento anual atividades cívicas que serão realizadas semanalmente. Os momentos devem ser registrados em fotos e vídeos nas redes sociais com a hashtag da escola e da #Fenasoja2020. As escolas precisam se inscrever até o dia 30 de março.

Entre as premiações, os alunos receberão ingresso para um dia da feira, ingressos para se divertirem no parque de diversões, além de visitas guiadas ao 19º RC MEC, e ao 4º BPAF. Já as cinco escolas com o vídeo mais visualizado no Facebook da FENASOJA ganharão uma sala multimídia para utilizar com todos os alunos.

Com intuito de difundir o projeto e sua importância, a FENASOJA realiza visitas em municípios da região, conversando com a direção de educandários e lideranças comunitárias.

Para o presidente da feira, Elias Dallalba, há muitas formas de comemorar um fato histórico e refletir sobre o que significou no passado e o que representará no futuro. “Este projeto serve como uma oportunidade para fazer reflexões sobre nossa vida como cidadãos”, disse. Elias salienta que o projeto vem para que as futuras gerações possam entender e sentir orgulho de suas decisões. “É necessário promover entre os mais jovens, ações que reforcem atitudes de cooperação, participação e responsabilidade em prol da cidadania”, salientou.