Grupo de Capoeira Capoerê realiza batismo de novos capoeiristas

A dança de roda ocorreu na Etnia Africana

A dança de roda ocorreu na Etnia Africana
A dança de roda ocorreu na Etnia Africana

Na manhã deste domingo, 16, foi de conquista para crianças iniciantes e praticantes da capoeira. A Etnia Africana foi anfitriã dos alunos do Mestre Ibirá Müller que leva a arte da dança da capoeira para várias escolas de municípios vizinhos.

O batizado na Capoeira é a primeira corda do aluno que marca sua iniciação ou introdução no meio capoeirista, onde passa a ser reconhecido não apenas como aluno, mas também como um autêntico capoeirista. Já a troca de graduação ou corda habilita o aluno para chegar próximo a condição de monitor ou instrutor.

De acordo com o Mestre Ibirá Muller, cada ano é um aprendizado, uma história, uma revelação. Segundo ele, a troca de Graduação é um momento especial, único na vida de um capoeirista, é como “trilhar um caminho, construir uma história é algo que não tem preço, tem o valor da própria história construída”.

O mestre salientou que o Grupo Capoerê leva a cultura da capoeira como forma de resistência mostrando que independente da região onde nasce uma cultura, quando ela é genuína, ela pode andar pelo mundo.

A dança da capoeira nasceu entre a senzala e o quilombo, quando um escravo conseguia fugir ele se utilizava da capoeira para buscar manter sua liberdade sendo o corpo sua única forma de defesa. Posteriormente ocorreu a mescla com a dança da zebra ou N'Golo para disfarçar que estava aprimorando sua defesa. Ibirá Müller lembrou que hoje a capoeira é definida como: Esporte, Cultura e Educação. O trabalhado tem todo o processo natural e desenvolvimento de união, de paz, uma vez que a capoeira é totalmente ecumênica, ela abraça qualquer religião, não há também distinção de cor, de peso, de classe social, todos são bem-vindos.

Para coroar o evento, foi realizado um almoço de confraternização preparado com carinho por voluntários da Etnia Africana e pais de alunos do grupo Capoerê.   

A dança de roda ocorreu na Etnia Africana
A dança de roda ocorreu na Etnia Africana
Grupo de Capoeira Capoerê
Mestre Ibirá Muller
O batizado na Capoeira é a primeira corda do aluno que marca sua iniciação ou introdução no meio capoeirista
Para coroar o evento, foi realizado um almoço de confraternização preparado com carinho por voluntários da Etnia Africana e pais de alunos do grupo Capoerê.