Prefeitura tem a receber R$ 35,5 milhões

Os dados foram repassados pela advogada Leila Piekala, secretária de Gestão e Fazenda (também acumula a Secretaria de Administração).

Prefeitura tem a receber R$ 35,5 milhões

O número exato da dívida ativa, apurado até o último dia 30 de junho, é de R$ 35.516.000,00. Só não é maior porque a área fazendária conseguiu cobrar até o final do primeiro semestre deste ano R$ 3,3 milhões. Os dados foram repassados pela advogada Leila Piekala, secretária de Gestão e Fazenda (também acumula a Secretaria de Administração).

Em 2017 a Prefeitura conseguiu reaver R$ 5 milhões da Dívida Ativa. A expectativa para 2018 é que o valor recuperado alcance R$ 6 milhões.

O valor de R$ 35,5 milhões deixa de ser tão expressivo a partir do momento que o município apura uma ‘dívida podre’ avaliada em cerca de R$ 20 milhões. “Dívida podre são valores que a Prefeitura não tem mais como cobrar, incluindo-se aí falências, dívidas altas onde o devedor não tem patrimônio para ser acionado, entre outras situações”, explica Leila Piekala. Dos R$ 15,5 milhões restantes, IPTU é que concentra os maiores valores em atraso.

Questionada sobre quem não paga IPTU, se o que tem mais dinheiro ou o que tem menos, a secretária disse que não há uma relação direta com a classe social. “É muito relativo. Até diria que é bem mesclada e varia de ano para ano de acordo com a situação que cada contribuinte está enfrentando pessoalmente”, indicou.