Estudo indica que setor varejista acredita em melhora

Em relação aos últimos seis meses, percebeu-se um elevado grau de pessimismo na economia brasileira, setor de atividade e empresa

Estudo indica que setor varejista acredita em melhora

Uma pesquisa realizada pela Unijuí de Santa Rosa, com uma amostra de 294 empresas do setor varejista da cidade, apontou um resultado a partir de uma escala para os próximos meses em relação à economia brasileira, setor de atividade e para a própria empresa.

Os setores pesquisados foram: informática, papelaria, supermercados e mercados, veículos e peças, bazar, presentes e decorações, móveis e eletroeletrônicos, tecidos, vestuário e calçados, combustíveis e lubrificantes, farmácias e perfumaria, ótica, relojoaria e bijuterias, matérias de construção e ferragens.

Em relação aos últimos seis meses, percebeu-se um elevado grau de pessimismo na economia brasileira, setor de atividade e empresa. Visto que para 31,3% avaliam que houve uma piora acentuada na economia. Já em relação ao setor de Atividade 27,7% acreditam em estabilidade e para os negócios da empresa os números mostram que 41% indicam que houve estabilidade.

Para os próximos seis meses, constata-se um elevado grau de otimismo na medida em que os resultados mostram que os empresários acreditam na melhora tanto da economia, do setor e da empresa.

Em relação à economia, 50,3% acreditam em melhora, 19,3% em melhora acentuada e 13,6% em estabilidade. Para o setor de atividade 51,2% apostam na melhora, 18,3% melhora acentuada e 17,3% em estabilidade. Quanto a sua empresa, 78% acreditam em melhora e 19,7% em melhora acentuada.

De acordo com o professor Ariosto Sparemberger é evidente que havendo uma análise positiva por parte dos empresários, pode-se entender que há uma tendência favorável para aumentar o investimento em seu negócio, melhorando a apresentação do ambiente, adquirindo equipamentos e realizando contratação de pessoal para atender o esperado crescimento na demanda.