Gestão sustentável da propriedade é demonstrada em dia de campo de Giruá

O grupo foi recepcionado pela família e pelos técnicos do escritório municipal da Emater.

Gestão sustentável da propriedade é demonstrada em dia de campo de Giruá

A gestão sustentável da propriedade foi o assunto que atraiu agricultores de diferentes pontos de Giruá ao dia de campo promovido na propriedade onde vivem o casal José Carlos Falabretti Camargo e Rosane Camargo e seus três filhos, na localidade de Passo das Pedras. No evento realizado na terça-feira, 07, foram compartilhadas experiências e conhecimentos técnicos que estão sendo desenvolvidos na propriedade através do Programa de Gestão Sustentável da Agricultura Familiar, executado pela Emater, sob coordenação da Secretaria de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR).

O grupo foi recepcionado pela família e pelos técnicos do escritório municipal da Emater. Na oportunidade, a agricultora Rosane Camargo relatou a história da família, destacou o trabalho de assistência técnica e extensão rural e a forma como é estimulada a sucessão familiar. O chefe do escritório municipal da Emater Diogo Danda destacou o trabalho desenvolvido pela Instituição através do Programa de Gestão Sustentável da Agricultura Familiar (PGSAF), com acompanhamento continuado e sistemático da propriedade e decisões em conjunto com a família a partir da elaboração de diagnóstico e posterior elaboração e execução de plano de gestão. “Esta proposta foi construída a partir de demandas apresentadas pelos próprios agricultores. Para planejar a gestão da propriedade, é preciso levar em conta a visão sistêmica da propriedade, nas esferas social, econômica e ambiental, uma vez que uma atividade está interligada a outra”, destacou Danda. A produção de alimentos para autoconsumo da família foi destacada na fala, sendo que contribui para a segurança e soberania alimentar. Em média R$750 deixam de ser desembolsados por mês pela família com a produção do próprio alimento, levando em conta nesta soma o custo de produção.

Os participantes acompanharam também estação que apresentou as formas de alimentação animal, de forma especial, as abundantes pastagens existentes na propriedade e a área de milho destinada para silagem. No total, são 54 vacas em lactação e 32,5 hectares destinados à atividade leiteira. Nesta perspectiva, a produção de leite chega a 12 mil litros de leite por hectare ao ano, conforme destacou o assistente técnico regional em sistemas de produção animal, Ivar Kreutz, que coordenou a estação.

A irrigação das pastagens foi tema da outra estação, conduzida pelo engenheiro agrônomo José Cláudio Reis. “A irrigação é um investimento que traz segurança e tranquilidade. Ele é o coroamento da combinação de uma série de fatores que também precisam ser levados em conta como o cuidado com o solo”, afirmou Reis. Ainda, orientações sobre políticas públicas e formas de acesso ao crédito para a implantação de sistemas de irrigação foram apresentadas.

Além da atividade leiteira, a família investe também na produção de grãos. Diante disso, investiu na construção de quatro silos de alvenaria com capacidade para secagem e armazenagem de 10 mil sacas, no total. Os princípios do sistema de secagem com ar natural, com projeto elaborado pela Emater, foram apresentados na estação coordenada pelo assistente técnico regional em Manejo de Recursos Naturais, Fernando Dornelles Fagundes.

O prefeito de Giruá, Ruben Weimer, que acompanhou todo o evento, afirmou estar “encantado com o trabalho realizado pela Emater e pela família, servindo de inspiração para muitos agricultores, revertendo-se no desenvolvimento das famílias e da economia do município”.