Chuva deu uma trégua

Chuva deu uma trégua
Chuva deu uma trégua
Chuva deu uma trégua
Chuva deu uma trégua
Chuva deu uma trégua

Chuva deu uma trégua e o Manalsu querendo aparecer! Estamos saindo agora para uma caminhada de umas 2h.

Choveu muito

Choveu muito
Choveu muito
Choveu muito
Choveu muito

Chegamos ontem, 13, aqui no campo base pouco depois do meio-dia. Quando chegamos estava começando a chover, e assim se manteve o resto do dia, aumentando a noite. Admito que não esperava tanta chuva!
Logo depois do jantar sai pro banheiro e vi que a chuva era tanta que nossas barracas estavam começando a ficar embaixo da água... dai foi uma correria, quase duas horas pra ajeitar um caminho pra água desviar.
Hoje pela manha trocamos o exercício do dia de uma caminhada para ajustar o acampamento, aproveitar que a chuva tinha dado uma trégua.
Restante do dia foi de descanso, e a tarde começou a chover de novo, e agora a noite aumento a intensidade de novo, quem subiu pro campo 1 falou que lá em cima ta melhor. Amanhã eu e o australiano faremos uma caminhada ate um pedaço do caminho, e a tarde chegam os outros brasileiros aqui. Na segunda devemos ter nossa “puja”, cerimonia de autorização de escalada, muito importante no budismo, e depois iniciaremos os ciclos de aclimatação.

Em Sama Gaon

Em Sama Gaon
Em Sama Gaon
Em Sama Gaon
Em Sama Gaon

A equipe chegou em Sama Gaon, na provincia de Gorkha. 

Foram 4h de caminhada, de praticamente apenas descida. "O dia foi de céu aberto, paisagens incríveis. Deu para ver o Manaslu na face que escalaremos. Vamos descansar pelo menos um dia inteiro aqui, e dia 12 de setembro, quinta-feira, devemos ir para o campo base", destacou Henrique. 

1/6Página seguinte →17 registros