O que vereadores fazem em Brasília?

O que vereadores fazem em Brasília?

Sem prerrogativa nenhuma para encaminhar projetos na esfera federal, vereadores aproveitam seus cargos para viajar, visitar lideranças de seus partidos e gastar dinheiro público. Isso acontece em todo o país e em Santa Rosa não poderia ser diferente. Ou deveria ser?

Nós santa-rosenses estamos arcando com a despesa de R$ 8.824,05. O valor é o que será gasto em uma viagem do presidente da Câmara de Vereadores de Santa Rosa, Migue Knorst-PCdoB, do assessor da Mesa Diretora Ângelo Zeni, e do vereador Cláudio Schmidt-MDB. Em passagem de avião foi empenhado R$ 4.991,49, R$ 3.046,56 em diárias (cada um R$ 1.015,52) e R$ 786,00 (262,00 cada) em passagem de ônibus até Porto Alegre. Eles não retornarão de ônibus, pois o vôo é direto a Santo Ângelo, e de lá voltam a Santa Rosa com carros próprios.

Na justificativa (empenho) está destacado que os citados participariam de audiências com o ministro Osmar Terra, além de encontros com deputados federais com representação na Região Noroeste. Conforme o documento, eles foram apresentar as demandas do município.

Mas vale a reflexão: Temos prefeito e servidores, “executivo”, para isso. Uma ida de vereadores a Brasília resulta no que?

Acontece que o ministro Osmar Terra deverá confirmar visita a Santa Rosa para os próximos dias. E com os deputados, com tantas tecnologias, como internet, telefone, sinal de fumaça. Será que é necessário dois vereadores irem até Brasília para tratar sobre demandas da cidade?

Isso é dinheiro público jogado no ralo.

Quem fala por elas?

Quem fala por elas?

Hoje para a imprensa o Dia Internacional da Mulher é um grande desafio. É dia de sair às ruas em busca de histórias de lutas diárias. É dia de dar voz às esquecidas, as abandonas e as invisíveis pela sociedade.

É dia de ouvir empresárias, advogadas, juízas, promotoras, médicas... Mas também é dia de ouvir donas de casa, garis, faxineiras, professoras, escritoras, trabalhadoras rurais... É dia de dar a voz para quem não fala. É a data para olhar para o lado e refletir. É sim a oportunidade de falarmos da violência contra a mulher que insiste em aumentar os índices a cada minuto. É dia de ouvirmos a “Mulher Maravilha da vila”, que além do machismo, sofre preconceito social e econômico. É dia para falar da mulher negra, que ainda têm dificuldades de se colocar em uma vaga de trabalho sonhada, de frequentar grupos de amigas empreendedoras, de estar onde as “madames estão”.

É dia de conversar com quem, apesar de muita dificuldade criou e cria seus filhos, muitas vezes sozinhas desde a gestação. É dia de ouvir aquelas que cuidam dos filhos das outras, enquanto as privilegiadas viajam pelo mundo.

É dia de falar sobre violência, assédio sexual, de invasão íntima e estupro. É dia de defender a liberdade sexual feminina. É dia de ouvir as mulheres que nasceram no corpo de homem, que sofreram, sofrem, mas não desistem do gênero que são. É dia de conversar com trans, com lésbicas e mulheres masculinas. É dia de deixar a cor da unha e do batom de lado. É dia de ouvir!

Mas também é dia de falar das privilegiadas, das madames, das dondocas. Elas também são mulheres, e têm também uma luta diária.

É dia de lembrar que elas têm o terceiro turno ao chegar do trabalho. É dia de dividir, de aceitar que as tarefas domésticas precisam ser divididas, e que a educação dos filhos também. É dia de aceitar e entender que elas podem ter filhos, se elas quiserem. Elas podem não querer. Elas podem, e sabem por qual motivo elas podem? Porque elas são mulheres!

Todo dia é dia. É hora de colocarmos na cabeça e agradecermos e abraçarmos as esquecidas. Ao sair na rua, olhe para o lado, converse com as esquecidas.

Vanice é preferência de Vicini para integrar governo

Vanice é preferência de Vicini para integrar governo

A ex-prefeita de Porto Vera Cruz, e atual assessora do parlamentar, Vanice Matos, é o nome do MDB mais cotado para assumir secretaria no Governo de Alcides Vicini. A afirmação do próprio prefeito.

Questionado sobre o nome de Vanice, para assumir a Fundação Municipal da Saúde, como havia sido especulado, o prefeito salientou que além da Fundação, Vanice é cotada para dirigir a pasta de Planejamento da Prefeitura. “É  minha preferência no momento”, disse Vicini, com exclusividade.

Já Vanice diz se sentir lisongeada pela menção do prefeito, mas salienta que a decisão é exclusiva do MDB. “No final do ano passado o diretório do partido destacou apoio ao Governo Vicini nos projetos, mas ainda não definiu se irá integrar a gestão com cargos. Não é decisão minha quem decide isso é o diretório, e é ele quem indica os nomes se tiver cargo a disposição”.

Vanice atualmente está lotada no Gabinete do Deputado Federal Darcísio Perondi-MDB, que é suplente de Osmar Terra, que assumiu o Ministério da Cidadania. O cargo de Vanice é ligado diretamente a Terra.

1/20Página seguinte →60 registros