PEIXE

Assado
Assado
Ensopado
Ensopado
Frito
Frito

Estamos chegando na Semana Santa, e claro a procura por peixes e receitas à base deles, aumenta. A tradição é da liturgia cristã, a Páscoa celebra a ressurreição de Jesus Cristo.

Na Sexta-feira Santa, Cristo foi condenado, carregou a cruz e foi crucificado. Por isso não se deve comer carne vermelha. E também porque na época a carne era artigo de luxo, já o peixe por outro lado, era abundante e barato. 

Na próxima quarta-feira, 17, o Mercado Municipal de Santa Rosa recebe a tradicional 27ª Feira do Peixe.  A abertura ocorre às 8h30min. A estimativa é de comercializar aproximadamente 12 toneladas de peixes.  Está aí uma ótima oportunidade para quem ainda não se programou para a Sexta-feira Santa.

Há diversas opções de preparar um peixe, desde frito, assado como também ensopado. O peixe é o mais recomendado por manter todos os nutrientes, além de trazer benefícios como melhorar a memória, a concentração, prevenir doenças cardiovasculares, fornecer proteínas, fornecer Vitamina D e Ômega 3. Há um pequeno guia de receitas como ideia para ser usadas.

ENSOPADO:

Assim como o peixe assado, o ensopado mantêm os nutrientes. Se estiver frio é perfeito para a data. Este prato faz parte da tradição gastronômica do Brasil, sempre levando-se em conta as influências sofridas ao longo do tempo nas diferentes regiões do território nacional.

O ensopado é feito da seguinte forma: 

  • tempere 2 kg peixe com alho, sal e pimenta a gosto. Com 5 tomates, 5 cebolas, 3 pimentões, 5 batatas (todos em fatias), 2 maços de cheiro-verde picados, e o peixe, faça camadas em uma panela grande. Cubra um pouco de água e cozinhe em fogo baixo por 10 minutos. Após a fervura, adicione 1 lata de molho de tomate. Não mexa, acerte o sal e cozinhe por mais 20 minutos ou até o caldo reduzir e engrossar.

FRITO:

O peixe frito é um dos mais cobiçados, mas é preciso tomar cuidado com a forma de preparo – pois são os mais nocivos à saúde já que levam muita gordura. Além disso, as frituras 
geralmente são muito calóricas.

Como o peixe frito é determinado por cada pessoa, uma das principais dicas são os molhos temperados e os acompanhamentos.

  • Molho de iogurte e ervas: 1 iogurte natural sem açúcar/adoçantes, azeite a gosto, sal a gosto, salsa e cebolinha a gosto.
  • Molho de maionese e mostarda escura: 4 colheres (sopa) de maionese, 2 colheres (sopa) de ketchup, 1 colher (sopa) mostarda escura (também pode usar a comum, se quiser) suco de 1/2 limão, 1 colher (sopa) de shoyu. Sal e pimenta-do-reino a gosto.
  • Molho de mostarda e mel: 2 colheres de sopa de mostarda e 2 colheres bem cheias de mel.
  • Maionese temperada: 1 ovos, azeite (até incorporar), 1 maço de tempero verde, sal e vinagre a gosto.

ASSADO:

Qualquer alimento submetido ao calor perde alguns nutrientes, mas eles se mantêm mesmo quando cozinhado.

Para essa receita será usado um peixe de aproximadamente 2,5 kg, por isso pode haver modificações na receita pelo peso do peixe ou quantidade escolhida.

  • Modo de preparo - Peixe: retire a cabeça do peixe, mas não retire a escama. Abra-o ao meio e retire o espinhaço. Abra o peixe como se fosse um leque, passe o sal a gosto. Leve para assar por mais ou menos 30 minutos cada lado ou até ficar assado.
  • Modo de preparo - Molho: Pique 2 cebolas médias em cubos pequenos, 4 tomates grandes e 2 pimentões. Refogue tudo, acrescente 2 latas de milho verde, e 2 latas de ervilha, fazendo um molho. Por fim acrescente 1 maço de cheiro-verde. Passe uma camada de maionese em toda a superfície do peixe, acrescente o molho e finalize com a maionese. Ou misture tudo e coloque em toda a superfície. Leve assar por mais ou menos 15 minutos.

Cacau para comer e beber

Cacau para comer e beber

Estamos chegando à época da Páscoa, e o que mais está presente são os chocolates, que quase todo mundo ama. Mas o que pouca gente sabe, é que no último dia 26 de março, se comemorou o dia do cacau, que é um dos principais elementos para a produção do chocolate.

O cacau é considerado um dos alimentos funcionais mais importantes, além de ser rico em vitaminas, minerais, magnésio e flavonoides, claro ser extremamente saboroso. Ele é versátil e está presente em bebidas, em pratos doces, agridoces, e até mesmo em pratos salgados.

Molho de Chocolate

Nos pratos salgados, ele está na composição de molhos acompanhando carnes. Apesar de não ser uma tendência brasileira, algumas pessoas vem incorporando aos poucos o chocolate na gastronomia. O molho de chocolate pode acompanhar frango xadrez, frango frito, costelinha suína, picanha, contra-filé, filé mignon. Podendo ser usado chocolate em pó, chocolate meio amargo ou chocolate com 65% de cacau.

  • Molho um: acrescente 1 colher de sopa de manteiga, refogue 1 dente de alho picado e ½ cebola roxa, até suar. Coloque 1 cubo de caldo de carne - diluido, ½ colher de sopa de molho inglês, 1 colher de sopa de vinagre balsâmico e 1 colher de sopa de chocolate em pó. Misture e ferva bem até ficar bem espesso. Coe o molho e sirva por cima da carne.
  • Molho dois: Em uma panela, doure 20g de bacon, refogue ½ cebola branca e 2 dentes de alho. Adicione 1 ramo de tomilho, 2 folhas de louro, sal, pimenta do reino, 400 ml de caldo de carne e 400ml de vinho tinto, deixe ferver e reduzir. - Quando estiver na textura desejada, coe o molho, adicione 1 colher de vinagre de framboesa e depois incorpore 50g de chocolate meio amargo, mexendo sempre até ficar um molho espesso.

Smoothie de Cacau

Essa bebida surgiu na Califórnia durante o auge do movimento hippie, no anos 60. Surgiu principalmente pela necessidade que o pessoal tinha de buscar uma alimentação mais saudável.

  • Receita: no liquidificador, coloque ½ abacate, 2 bananas picadas, 3 colheres de sopa de adoçante e 2 colheres de cacau em pó. Bata até ficar em ponto do mousse. Pode colocar em tigelas ou beber na hora.

Brownie

O bolinho marrom, que remete ao próprio nome, tem como característica uma massa mais pesada, úmida e perfumada, claro com muito chocolate. O brownie, originalmente dos Estados Unidos, é basicamente um bolo que não cresce. Com as temperaturas mais baixas, é sempre bem-vindo para acompanhar bebidas quentes.
O brownie é feito tradicionalmente com apenas cinco ingredientes: farinha, ovos, açúcar, manteiga e chocolate. Podendo ser acrescentado outros ingredientes, como nozes e castanhas.

  • Modo de preparo: ligue o forno em 160ºC. Unte uma forma quadrada de 17cm com manteiga e cacau em pó, ou cubra com papel manteiga e reserve. Em uma tigela, misture 1 xícara de açúcar, ¾ de xícara de cacau em pó. Em seguida, em uma panela, derreta 140g de manteiga e adicione a mistura, deixando ferver por 30 segundos e mexendo sempre. Em outra tigela, bata 2 ovos gelados, depois acrescente à mistura de manteiga e cacau, mexendo sem parar para não cozinhar os ovos. Por último acrescente a ½ xícara de farinha e ¾ de xícara de nozes picadas (opcional) e misture bem. Transfira a massa para a forma e leve assar por 25 minutos. Depois deixe na geladeira por pelo menos duas horas antes de cortar.

O Outono Chegou!

O Outono Chegou!

No último dia 20, iniciou mais uma estação do ano. O outono é caracterizado pela queda de temperatura, e claro para acompanhar o frio, comidas diferentes começam a aparecer, com ingredientes mais encorpados, mais quentes e com um tempero especial. Diferente do verão onde tudo é mais descontraído, as comidas do outono têm muito a ver com a sua origem do latim, que significa amadurecer. Praticamente todas as comidas dessa época são mais refinadas, como o risoto, camarão na moranga, parrillas, massas – das mais variadas, fondues e vinhos.

RISOTO:

Itália | No prato usa-se arroz com grãos de tamanho médio ou reduzido. O objetivo é que ele solte o amido, e por usa vez, absorver diferentes líquidos, tornando-se assim um prato cremoso. É acrescentado cebolas, manteiga, carnes, legumes e até mesmo vinho em sua receita.

CAMARÃO NA MORANGA:

Brasil |  O prato começou a fazer parte do cardápio de muitos restaurantes litorâneos espalhados pelo país.
Moranga: deve-se abrir uma tampa na moranga, retirar todas as sementes, pincelar com azeite em torno e dentro dela, pôr água quente – dentro - até a metade, cubra com papel alumínio e leve ao forno por aproximadamente 45 minutos ou até que fique macia.
Camarão: em uma panela aqueça o azeite e refogue o alho e a cebola, junte o camarão e o deixe cozinhar por cinco minutos. Pode-se acrescentar tomate, pimenta, sal, ketchup, creme de leite, cheiro-verde e requeijão.
Depois é só acrescentar o creme com camarão no interior da moranga.

CARNES A LA PARRILLA:

Uruguai e Argentina |  Apesar de ser uma carne assada, existem duas diferenças entre os países, mas que no final o resultado é a maciez e suculência. Para início de conversa parrila – apesar de muito parecida – não é churrasco. Pois, toda a porção de carne é colocada na grelha e assada deitada.  Levando cerca de 15 à 20 minutos para ficar pronta.
Os argentinos: usam carvão | sal grosso
Os uruguaios: usam lenha e defumam lentamente | sal fino

FONDUE:

Suíça | Originalmente é à base de queijo, com o decorrer dos anos foi acrescentado o chocolate, ambos são aquecidos sobre uma espiriteira, ou seja, uma fonte de calor pouco intenso e do qual as pessoas se servem diretamente. Depois mergulha-se qualquer ingrediente no queijo ou chocolate.
Com queijo: pães, batatas assadas, cenouras, vegetais, goiabada ou carnes.
Com chocolate: frutas – morango, banana, uvas, damascos, maçã, laranja ou marshmallows e bolachas.