Stranger Foods

Waffles da Eleven
Waffles da Eleven
Pipocas da Joyce
Pipocas da Joyce

Para curtir a nova série Stranger Things, que estreou na última semana, seguem algumas sugestões:

Waffles da Eleven

A primeira que vem a cabeça são aqueles de massa simples, que prensada em duas placas parecem um favo de mel. Sim os famosos Waffles da Eleven. Embora populares
nos Estados Unidos, os Waffles surgiram durante a Idade Média em uma região em que hoje está localizada na Bélgica. Aqui no Brasil ele é bem popular há alguns anos.

Para deixá-lo ainda mais saboroso, pode ser acrescentadas coberturas como mel, açúcar, leite condensado, geleia de frutas, creme de avelã, chantilly ou chocolate. Podendo, além disso, acompanhar frutas como banana, morango e blueberry – mirtilo, ou sorvetes.

O Waffle desta página é uma mistura entre Eleven e Joyce (mãe do Will). Eleve: Waffles, Joyce: os chocolates que imitam as luzes de natal que ela usa para se comunicar com o filho (podem ser substituídos por jujubas também). 

Receita: Em uma bacia misture duas xícaras (chá) de farinha de trigo, duas colheres (sopa) de açúcar, uma colher (chá) de sal e quatro colheres de fermento químico. Com essa mistura faça um buraco no centro e adicione dois ovos, uma xícara e meia (chá) de leite, um terço de xícara (chá) de manteiga derretida e uma colher (chá) de extrato de baunilha – opcional. Misture bem até a massa fica homogênea. Coloque em uma forma de waffles - bem quente - e adicione a massa (pode ser usada uma sanduicheira também). Cozinhe até ficar dourado.

Pipocas da Joyce 

Para maratonar os episódios, por que não fazer uma bacia cheia de pipoca coloridas inspiradas nas luzes de natal da Joyce? A pipoca além de tudo é um prato nutritivo feito a partir da variedade especial do milho.

Modo de preparo: Modo de preparo: Coloque o açúcar, o óleo, a água e o corante na pipoqueira e leve ao fogo mexam bem até tudo virar uma mistura homogênea, em seguida coloque o milho de pipoca, feche a tampa e vá mexendo até estourar os milhos. Tome cuidado principalmente na preparação da pipoca. Colocar óleo em excesso pode tornar o alimento mais gorduroso e fazer mal, reduzindo seus benefícios.

Uzzina da Cerveja

Uzzina da Cerveja
Uzzina da Cerveja

Voltando às origens desta página, os Happy Hours são eventos que costumam ser organizados com o objetivo de aliviar o estresse, juntando pessoas ou colegas que acabam o seu dia de trabalho e se juntam para conviver. Um dos últimos exemplos foi o The Black Bar na Indumóveis.
Outra novidade de Santa Rosa é a Uzzina da Cerveja. Apesar das temperaturas mais baixas, a cerveja quase sempre está presente nas festas e momentos de descontração. E para o Happy Hour, tem coisa melhor que sair para dar boas risadas, beber algumas cervejas e curtir uma música ao vivo? A Uzzina é a mais nova opção, ela tem a mistura do rústico e do moderno, para oferecer uma experiência diferenciada.
Para quem quer experimentar as mais diversas cervejas que a Uzzina produz, a opção é a RÉGUA DE DEGUSTAÇÃO, com as cervejas Pilsen, Weissbier, Ipa (Indian Are), Red Ale e Stout.

  • PILSEN - É uma cerveja de cor palha, que traz o malte como elemento principal. Ela é refrescante.
  • WEISSBIER - Ela contém trigo que se mistura com a banana e o cravo para proporcionar uma cerveja turva, de alta espuma, cremosidade e leveza;
  • IPA - Ela concentra uma quantia maior de lúpulo, que a deixa mais amarga. Contém a técnica Dry Hopping que entrega aromas mais acentuados. Tem uma coloração acobreada;
  • RED ALE - Frutada, com uma textura aveludada. Sua cor é avermelhada e contém cinco maltes diferentes, que marcam o paladar, proporcionando um amargor com cremosidade e de forma refrescante; 
  • STOUT - Companheira do inverno. Ela é elaborada com maltes especiais de chocolate e café; traz leves notas de aveia para incorporar cremosidade;

Para acompanhar, a Uzzina também oferece batatas fritas, batatas rústicas, onion rings (anéis de cebola), polenta frita, almôndegas, iscas de frango, iscas de filé, bolinho de batata noisette, porção de mini pasteis, nachos, saladas e molhos especiais.

  • Ela fica localizada na Rua João Macluf, 194. E está aberta de terça-feira a domingo, a partir das 18h (exceto domingo, que abre às 16h).

Arraiá do Happy

Arraiá do Happy
Arraiá do Happy
Arraiá do Happy

Com a chegada de junho, algumas pessoas só pensam em uma coisa: Festa Junina. Para elas, essa é uma das festas mais esperadas do ano, seja para reunir amigos, dançar, pelas fogueiras, por fazer brincadeiras ou simplesmente pela comida. Não existe no Brasil festa com elementos mais típicos do que os de Festas Juninas.

As festas são celebradas nos mais diversos lugares como escolas, entidades, igrejas ou empresas. Tradicionalmente, elas iniciam a partir do dia 12 de junho, véspera do dia de Santo Antônio e encerram no dia 29 de junho, dia de São Pedro. Já nos dias 23 e 24 é celebrado o dia de São João. O cheiro de doce com salgado se mistura no ar, juntamente com o vinho. Os quitutes mais tradicionais da festa junina são: pipoca, paçoca, pé de moleque, canjica, cachorro-quente, pamonha, bolo de milho, arroz-doce, pinhão, cuscuz e tapioca. Já as bebidas mais tradicionais são: vinho quente e quentão.

Independente da região do país, os pratos são bem semelhantes, e que sempre usam ou remetem ao milho.

Quentão

A bebida essencial de qualquer uma dessas festas é o quentão. Se as temperaturas ele é uma ótima opção para esses dias, deixando o arraiá ainda mais gostoso.

  • Receita: leve ao fogo dois litros de vinho tinto suave, 200 ml de água, 100 ml de cachaça, uma xícara e meia de açúcar, dois pauzinhos de canela, 12 cravos a gosto e oito rodelinhas de gengibre, depois de levantar fervura, deixe por mais 10 minutos. Está pronto para servir.

Bolo de Fubá

Se existe um prato que é tradicional, mas quase uma exigência em qualquer festa junina, é o bolo de fubá/milho. O queridinho pode acompanhar caldas de chocolate ou caramelo.  

  • Receita: bata no liquidificador duas xícaras (chá) de leite, uma xícara  (chá) de óleo, três ovos e uma xícara e meia de açúcar. Depois acrescente no liquidificador duas xícaras (chá) de fubá, duas xícaras (chá) de farinha de trigo e uma pitada de sal. Desligue o liquidificador e acrescente uma colher (sopa) de fermento em pó, misturando bem com uma colher. Depois despeje em uma forma untada toda a mistura. Leve ao forno preaquecido em uma temperatura de 180ºC. Deixe assar por mais ou menos 35 minutos.
1/9Página seguinte →27 registros