Aí, é brabo

# Paradão de Ônibus. Segue o debate, só que agora a portas fechadas.

# Uma sugestão para Vicini e Benvegnú: se continuarem se reunindo com lideranças empresariais em gabinetes, abram logo a discussão numa audiência pública. Isso não pega bem.

# E sobre o debate do Paradão, há um flagrante que não pode passar despercebido. A falta de comunicação entre as entidades e seus representantes nos conselhos municipais.

# O projeto, por exemplo, foi debatido e aprovado no Conselho Municipal de Trânsito. É nítido que Acisap e Sindilojas, mesmo representados no Conselho, ficaram sabendo do Paradão através da imprensa.

# Aí, é brabo. Reesquentar discussões por conta de falta de comunicação?

# PP e MDB, mais próximos. Tiveram uma DR forte.

 # O PP fez sua própria DR. Quem passava nas imediações ouviu gritos. 

# Se alguém ver Nelci Dani e Bolinha abraçados, corra e aparte.

# MDB ou anuncia dia 15 a coligação com o PP, ou silencia. Silenciando, significará um não.

# Para Osmar Terra, perder a eleição municipal em Santa Rosa é 100% aceitável. O que não pode acontecer pra ele é o PT eleger o prefeito no domicílio eleitoral do ministro da Cidadania de Jair Bolsonaro. 

# Na Câmara o confronto entre o manchado e o encardido.

# De um lado, Vicini pedindo que os vereadores aprovem o projeto que autoriza a contratação de nove professoras para as creches, com data retroativa a 2 de abril. 

# De outro lado, vereadores do PT e do PCdoB não aceitando nem a pau a retroatividade. Porém, no Governo Orlando, em 2011, ouve uma situação semelhante. Orlando contratou um professor para atuar no Programa Segundo Tempo, também sem autorização legislativa. Depois, enviou projeto à Câmara com data retroativa. A matéria foi aprovada.

# A que ponto chegamos! É o PP cobrando do PT e do PCdoB uma ‘esquentada’ que ele deu em 2011.

# Benedetti Móvel? Anda por aí com uma Kombi coberta de Dr. Benedetti. Falta só o número da candidatura. Oi-ga-le-tê!

# Outubro é de tontear. Saímos da Feira do Livro e entramos simultaneamente no Hortigranjeiros e na Oktoberfest. Sem contar dois bailes hoje e amanhã na SER Cisne, um baile amanhã no Clube Concórdia e um almoço no domingo no Círculo Operário, entre ‘otras cositas más’. E tem gente que ainda acha tedioso morar em Santa Rosa.

# E dá-lhe Benedetti onde ronca uma sanfona. 

# Douglas Calixto, aquele abraço.

# Vanice Matos anda pra lá e pra cá. Está em todas. Retratos em chazinhos, almoço, jantares dançantes... Só não foi vista em cancha de bocha (ainda).

# Nesse ritmo, em breve será vista numa imobiliária alugando uma casa para morar em Santa Rosa.

# Falando em Vanice, a discussão maior no MDB, que sai faísca, não é a de coliga ou não coliga com o PP. É sobre quem será o vice.

# Se alguém ver por aí Adriana Leal, Vanice Matos e Valdemar Fonseca juntos, peça ajuda, mas aparte.

# Só pra lembrar os amigos: domingo tem eleição para o Conselho Tutelar. Vote!

O que a cidade não deve abrir mão

# Paradão de Ônibus, pra início de conversa, é uma ótima ideia.

# A Prefeitura tem o projeto, os meios para financiá-lo e o local para sua construção.

# Vereadores, Sindilojas e ACISAP querem ampliar o debate. Ótimo. Todos à vontade. Somos parceiros na repercussão das argumentações.

# O que a cidade não deve abrir mão é do Paradão. Sua localização foi discutida e aprovada junto ao Conselho Municipal de Trânsito, um órgão sério e que nunca comprometeu sua imagem.

# Uma nova opção de local precisa convencer os usuários que, junto com os lojistas devem ser os alvos das conversações.

# Vicini tem mais uma ação de improbidade contra seu governo. Agora é a vez do Sindicato dos Servidores contestá-lo no Ministério Público sobre a contratação irregular de seis professoras para o Ensino Infantil.

# Um fato novíssimo e que chama a atenção, é que Leila Piekala retornou aos microfones nesta semana. É uma coincidência? Margueidi Cunegatto, sozinha, não daria conta do recado? Ou o furo é mais embaixo?

# Afinal foram seis demitidas? Cinco? Sete?

# Vicini ordenou demitir as seis contratadas emergencialmente. Porém, uma se demitiu, cinco foram demitidas, mas uma das cinco continua trabalhando.

# Leila Piekala garante que há sustentação legal para a contratada. Tudo bem. Mas tinha que ser justamente uma que integrava o grupo das seis?

# Vicini se reuniu ontem pela manhã, em seu gabinete, com Leila Piekala, Maria da Graça Zimmermann e Margueidi Cunegatto. Conteúdo da conversa é desconhecido.

# PCdoB decidiu que Ângelo Zeni é pré-candidato à prefeito e que o partido vai concorrer nas eleições proporcionais do ano que vem. Isso significa que Sonia Conti e Migue Knorst, entre outros, não vão pra partido nenhum. Ficam na sigla.

# Vejo no PCdoB uma posição com sobra de clareza. É o que falta para outras siglas, inclusive as maiores.

# Orlando Desconsi vai ser o candidato a prefeito do PT. Decisão foi tomada nesta semana. Acreditem.

# Com o silêncio de alguns, a impressão clara é de que o quadro majoritário poderá sofrer umas quantas mexidas pela frente.

# Sofrem os emedebistas, cada vez mais, com o que fazer no futuro. Osmar Terra sentou em cima da propalada coligação com o PP de Anderson Mantei.

# Sempre afirmei e continuo afirmando: PP e MDB não se coligarão na majoritária. Não tem liga.

# Confirmamos diretamente com a Procuradoria dos Prefeitos: existe uma investigação a caminho envolvendo o “Aluguel Amigo”. 

# Mas, que fique claro. Existe uma investigação em curso, não uma acusação formal. Vicini está se defendendo nessas alturas do campeonato.

# Se forem confirmadas todas as pré-candidaturas a prefeito, na propaganda de rádio e televisão só vai dar tempo para dizer: “Meu nome é Eneias”.

Quem viveu viu

# Que São Pedro segure o tempo pelo menos até o meio-dia de amanhã, permitindo que o Desfile Farroupilha seja realizado.

# Que o exemplo do Sicredi e da FENASOJA se esparrame por toda a Santa Rosa. Temos muito a plantar.

# Margueidi, diretora de Recursos Humanos da prefeitura, assumiu sozinha (?) a irregular contratação de seis professores para atuar na Educação Infantil. 

# Adoro a Margueidi, mas a ação foi de uma desinteligência enorme. É uma mulher forte por suportar sozinha tamanha carga.

# Alcides Vicini não teve culpa nesse comportamento do tipo ‘vamos preencher vagas temporárias do nosso jeito’. Mas, por ser prefeito, sofreu respingo. 

# Calma, Vicini. Eu sei que tuas maiores decepções nos últimos anos de vida pública estão dentro de casa, entre a companheirada.

# Sentado na cadeira de prefeito até 31 de dezembro do ano que vem, Vicini ainda pode se defender ou justificar de eventuais deslizes ilegais e imorais da companheirada. E dele próprio. Por que não? 

# Mas, fora da prefeitura, com a perspectiva de renúncia alimentada por ele próprio, a intensidade de eventuais defesas serão bem mais fracas.

# Cláudio Schmidt, bobote. É melhor falar na imprensa, do que falar da imprensa.

# Poucos nesta cidade se beneficiaram tanto da mídia como o Schmidt, para denunciar e falar mal dos outros. Deve ter doído muito nele a retirada do projeto que previa emendas impositivas dos 15 vereadores a partir do ano que vem.

# Imaginem o Cláudio Schmidt com R$ 200 mil de emendas por ano. Seria necessária uma prefeitura só pra ele.

# Rodrigo Bürkle disse que não pensa em ingressar no PSL para concorrer a prefeito. E que mantém seu nome à disposição do PP para concorrer na majoritária. 

# MDB perde um pré-candidato a prefeito: Juscelino Gonçalves. Mas, quem tem, tem. Continua com três prefeituráveis. É uma fartura de candidatos. 

# Quem viveu viu. O Centro Cultural, o biquinho da frente, finalmente será concluído. Depois vamos em busca de uns R$ 200 milhões para terminar a parte de trás. 

# Sonhamos como europeus, mas precisamos executar uma obra na realidade de um país de 3º Mundo.

# PSB anuncia que irá com chapa pura na majoritária do ano que vem, com Benvegnú e Marcão. O prefeito Alcides Vicini, renunciando, será o maior cabo eleitoral dos socialistas.

# PSDB e PSL conversando. 

# Benedetti só não patrocina Missa de 7º Dia.

# Anderson Mantei calado.

# Um frentão do Grupo dos oito da Câmara pode concorrer no pleito majoritário de 2020. MDB, PT, PCDdoB e PDT estão piscando um pro outro.

# Osmar Terra e Anderson Mantei conversarão em Porto Alegre na segunda-feira. Tomara que resolvam, porque de tanto conversar correm o risco de perder a voz. 

# Só pra lembrar: o projeto das emendas impositivas teve 11 assinaturas, além do autor Aldair Melchior. Assinaram Aldemir Ulrich, Cláudio Schmidt e Renato Schaefer (MDB), Lires Zimmermann Führ, Timirinho, Nelci Dani e Rodrigo Bürkle (PP), Miro Jesse e Paulinho dos Santos (Cidadania), Osório Antunes dos Santos (PDT) e Márcia Carvalho (PT).

# Eu quero o Cláudio Schmidt como amigo, contar com a bondade do coração dele. Vai que um dia eu precise dele para me aposentar.

1/107Página seguinte →321 registros