sábado, 23 de setembro de 2017 10:46

Tá todo mundo louco?

Às vezes tenho a impressão de que as pessoas estão enlouquecendo, que o bom senso e a racionalidade desapareceram. Deve ser alguma doença trazida pela tecnologia, sei lá.
Veja se não tenho razão, apenas olhando notícias da semana. Os brasileiros estão gastando 200 reais por mês com animais de estimação. As linhas de cosméticos para cães e gatos não param de crescer e já movimentam 25 bilhões de dólares por ano no Brasil. Se reencarnação existe, quero voltar cachorrinho de madame.
Em Guarulhos (SP) um pai resolveu punir a filha por suas aventuras amorosas. Com um fio elétrico aplicou-lhe uma surra que deixou marcas indeléveis em suas costas. O juiz da cidade absolveu o agressor, pois o pai “tinha o direito” de aplicar o tratamento “educativo”.
Em Brasília, um juiz decidiu que é possível curar a homossexualidade através de terapia, contrariando toda a ciência e até o Conselho Federal de Psicologia.
Em Jundiaí (SP) outro juiz impediu a exibição de uma peça de teatro (a peça vem da Escócia) alegando ser atentatória à moral cristã. Detalhe: o tal juiz nem sequer tinha assistido à peça.
Em Porto Alegre, o movimento fascista MBL conseguiu cancelar uma mostra de arte que discutia as questões de gênero. A principal acusação foi uma pintura que combate a pedofilia (eles entenderam que ela defendia a pedofilia, veja só).
Em Brasília, um general do Exército diz que está tudo pronto para a intervenção militar no país. Para ele, precisamos moralizar essa coisa.
Em São Paulo, um grupo de jovens que, tempos atrás, protestaram contra Michel Temer, ainda não foram julgados. Eles foram presos com garrafas de vinagre. Terroristas perigosíssimos!!
Nesses fatos podemos vislumbrar, sem qualquer profunda reflexão, o fenômeno que une o moralismo com o fundamentalismo. Moralistas radicais andam à solta. O resultado é a ideia equivocada de que autoritarismo pode resolver os problemas. Uma estupidez que conhecemos muito bem.
Até porque — sempre concordei com a frase famosa — dentro de um exaltado moralista mora um tarado enrustido.
***
Pois também descobri a maior doideira dos últimos tempos. Existe, no Brasil e em outros países, diversas organizações que dizem que a terra é plana. Para eles, a terra é chata (como um disco) e coberta por uma espécie de cúpula, dentro da qual estão o sol e a lua (que seriam muito menores do que acreditamos).
Existem grupos que pensam assim em diversos países. Tudo começou, é claro, nos EUA, onde acreditam até em Donald Trump e no Mickey Mouse. As comunidades no Facebook já tem mais de 77 mil adeptos. No Brasil, existe a página “A terra é plana” (pode pesquisar), que é seguida por milhares de pessoas. Existem páginas semelhantes em outros países (em inglês).
Eles se denominam “terraplanistas”, misturam teorias cabalísticas e textos religiosos, argumentando enfaticamente que a ciência está errada. Negam as viagens espaciais, a teoria da evolução, a lei da gravidade e dizem que a Terra não é um planeta.
Negam também o heliocentrismo (o sol no centro do sistema e os planetas girando em torno dele). Dizem que o petróleo é “produzido” pela Terra de modo constante. E, finalmente, negam também a existência do espaço sideral.
Acho que vou deixar de pesquisar coisas do gênero. Preciso cuidar da minha saúde mental. Mas, advirto: os doidos estão se multiplicando...

 

Faça seu comentário